Print

Juíza remarca julgamento da ação sobre o PCR dos TNS da Eletronorte

  • Data
    17.04.2015

A audiência de julgamento da ação sobre o Plano de Cargos e Remunerações (PCR) dos Técnicos de Nível Superior (TNS) da Eletronorte, que aconteceria nesta sexta-feira (17), na 21ª Vara do TRT, foi novamente adiada. Desta vez pelo juiz Luiz Henrique da Rocha, a pedido da juíza Elysangela Dickel, responsável pelo processo. A audiência de julgamento foi remarcada para o próximo dia 30.

Mesmo não sendo necessária a presença, o advogado do STIU-DF e os diretores estiveram no TRT nesta sexta-feira e esperavam que o julgamento fosse proferido, fato que não aconteceu.

Segundo o advogado do STIU-DF, Humberto Barbosa, a sentença tem que ser proferida pelo mesmo juiz que fez a audiência inaugural, neste caso Elysangela Dickel.

O objetivo da ação proposta pelo STIU-DF é corrigir as distorções em decorrência do enquadramento cego durante a implementação da nova tabela salarial proposta pela Eletrobras no PCR.